• REDAÇÃO GM Brasil Notícias

Sem segurança sanitária para aulas presenciais, educadores mantêm greve


_Paralisação terá início no dia 1º de março, data anunciada pelo Governo do Paraná para o retorno das atividades letivas em sala de aula._


Em assembleia nessa quarta-feira, 17, educadores decidiram manter a greve nas escolas estaduais caso o Governo do Paraná mantenha o retorno das aulas presenciais. A mobilização terá início no dia 1º de março ou na data da retomada das atividades letivas em sala de aula.


A greve estava prevista para iniciar nesta quinta-feira, 18, mas a data foi alterada devido ao adiamento do retorno às aulas anunciado pela Secretaria de Estado da Educação (Seed). As atividades remotas, com aulas on-line, serão mantidas pela categoria.


Representantes da APP-Sindicato/Foz seguirão averiguando as condições sanitárias, de pessoal e tecnológicas das escolas. O sindicato recebe denúncias de educadores, pais, mães e estudantes sobre as condições sanitárias no ambiente escolar e prepara um dossiê.


Em Foz do Iguaçu, já há casos de educadores diagnosticados com a covid-19 em três colégios estaduais, durante o período da formação pedagógica. Instituições de ensino precisaram ser fechadas, e os profissionais realizaram teletrabalho.


(APP-Sindicato/Foz)

0 visualização0 comentário
Azul.png
Logo_Rádio_Mundial.png

TORRE MARECHAL

Rua Marechal Floriano Peixoto, 960

Centro - Foz do Iguaçu / PR,

CEP: 85010-250

Salas: 53 e 54 - 5° Andar

Telefone: (45) 3526-1248

© 2020 . ORGULHOSAMENTE CRIADO POR AGÊNCIA LUDKUS