• REDAÇÃO GM Brasil Notícias

Fomento Paraná dá aval para segunda fase do Foz Juro Zero


Em 2020, o programa atendeu 2.158 empresas e dispensou R$ 10,642.400,00 em créditos, oferecendo linhas de até R$ 6 mil a microempresários e profissionais liberais


Foz do Iguaçu poderá lançar a segunda edição do programa de crédito para micro e pequenas empresas. A Fomento Paraná assinou acordo com a Secretaria Estadual da Justiça, Família e Trabalho e viabilizou a abertura das linhas de financiamento através das agências do trabalhador, Banco do Empreendedor e Banco da Mulher Paranaense.


"Ainda não temos as informações mais detalhadas a respeito montante disponível, mas essas linhas de crédito estão no escopo do Foz Juro Zero e podem atender os empreendedores e profissionais autônomos, mas teremos o nosso próprio convênio e programa", disse o prefeito Chico Brasileiro, que se reuniu na última semana com o presidente da Fomento Paraná, Heraldo Alves das Neves.


O encontro foi articulado pelo deputado Hussein Bakri - representante de Foz do Iguaçu no legislativo estadual - e teve a presença ainda do presidente da Câmara de Vereadores, Ney Patrício. "O turismo é a principal matriz econômica de Foz do Iguaçu e sofre muito os efeitos da pandemia. Essa parceria vai culminar no lançamento de uma nova linha de crédito para o turismo, de forma semelhante ao Foz Juro Zero", disse Bakri.


No ano passado, o programa atendeu 2.158 empresas e dispensou R$ 10,642.400,00 em créditos, oferecendo linhas de até R$ 6 mil a microempresários e profissionais liberais, em que os juros eram custeados pela prefeitura. "Esse auxílio pioneiro, que inclusive foi replicado em outras cidades do Paraná, será repaginado para atender diretamente o setor do turismo de Foz, que emprega milhares de pessoas da cidade e da região", completou Bakri.


Carência e prazo


A nova operação da Fomento Paraná começa na próxima segunda-feira (26). O microcrédito é composto por empréstimos e financiamentos de até R$ 20 mil, com até três meses de carência e prazo total de 36 meses para pagamento. É destinado a trabalhadores informais, empreendedores individuais e microempresas com faturamento anual de até R$ 360 mil. A taxa de juros é a partir de 0,91% ao mês.


Para incentivar a participação feminina no mercado empresarial, se o empreendimento tem uma mulher como proprietária ou sócia, a taxa de juros é ainda mais reduzida, por meio do programa Banco da Mulher Paranaense, a partir de 0,76% ao mês.


O limite de crédito varia de acordo com o período de atividade do empreendedor ou empreendimento. Para empreendedores informais ou que estão iniciando uma atividade, o limite é de R$ 5 mil.


O limite sobe para R$ 10 mil para quem tem uma atividade já formalizada, mas ainda não completou 12 meses de registro do CNPJ. E quem está formalizado como MEI há mais de um ano pode contratar créditos de até R$ 20 mil.


(com informações da Agência Estadual de Notícias)

10 visualizações0 comentário
Azul.png
Logo_Rádio_Mundial.png