• REDAÇÃO GM Brasil Notícias

“Está quase certo”, disse Bolsonaro sobre filiação ao Patriota


“Está quase certo”, disse Bolsonaro sobre filiação ao Patriota


Presidente falou ainda sobre o possível embate entre ele e Lula


O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que sua filiação ao Patriota está em planejamento e é “quase” certa. Sua fala foi a apoiadores na manhã desta 5ª feira (17.jun.2021).


“Já está bastante avançado. Está quase certo”, disse Bolsonaro ao responder seus apoiadores sobre sua possível filiação ao Patriota. “Mas é igual um casamento, a gente tem que planejar bem para depois não dar problema”. Bolsonaro também comentou sobre a eleição de 2022 e seu provável adversário, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). “Não é eu ou ele. Não podemos falar o que vamos fazer. Eu já tenho 4 anos e ele tem 8. É só comparar”, afirmou o presidente.


Segundo ele, seus resultados na economia mostram a eficiência do governo. Ele citou a Caixa Econômica Federal como um exemplo positivo no qual a política não interferiu na instituição.


Bolsonaro afirmou ainda que está “pagando a conta dos caras lá de trás“, se referindo às gestões do PT na Presidência. Ele disse que é criticado por concluir obras do PT, mas que o partido deixou obras sem concluir no Brasil, mas não no exterior.


“Vamos parabenizar o PT. Foram quase meio trilhão de reais que saíram do BNDES“, disse.


O presidente também voltou a criticar o fechamento de setores da economia para conter a covid-19. “O desemprego também mata. Mata mais do que o vírus”, disse Bolsonaro.


Segundo ele, o Pronampe (Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte) salvou “mais de 10 milhões” de empregos. Mas setores como o turismo sofreram por causa dos fechamentos estipulados pelos governadores.


“Eu não fechei nenhum botequim. Então eu não tirei emprego nem ganha pão de ninguém“, disse Bolsonaro.


Ele também afirmou que o prejuízo para a educação também será enorme. Para ele, uma solução seria o homeschooling, mas as escolas particulares estariam fazendo uma campanha contrária. “Não é educação, é ensinamento, é aprendizado”, disse ele em defesa do ensino domiciliar.



19 visualizações0 comentário
Azul.png
Logo_Rádio_Mundial.png