• REDAÇÃO GM Brasil Notícias

Empresários de Foz pedem apoio da Câmara para poder manter bares e restaurantes abertos


Eles reafirmam o direito de trabalhar seguindo protocolos sanitários


Dezenas de empresários de bares e restaurantes de Foz do Iguaçu apresentaram pedido de apoio à Câmara de Vereadores para que possam manter os estabelecimentos abertos, sem restrições de decretos municipais. A reunião foi nesta quinta-feira, 27, na Associação Comercial e Empresarial (ACIFI).

Os proprietários de bares e restaurantes afirmaram não suportar mais os limites de horário impostos pelas normativas da prefeitura. Também questionam o constante lockdown, que obriga ao fechamento dos empreendimentos a cada fim de semana.

“Demonstramos ao Poder Legislativo a nossa insatisfação e nosso desespero por esses 15 meses de restrições e lockdown que estão dizimando nossas atividades”, declarou o empresário Nevio Rafagnin Junior. “Queremos o direito de poder trabalhar. Chegamos ao limite, não temos onde buscar recursos”, desabafou.

De acordo com Nevio, bares e restaurantes fizeram investimentos e treinamentos para poder operar mediante protocolos sanitários que foram exigidos pelo poder público. “Queremos trabalhar como qualquer outro segmento que vem funcionando sem restrições de dias e horários”, frisou.

Presidente da Câmara Municipal, Ney Patrício (PSD) disse que o Legislativo vai analisar a pauta de forma célere. “Vamos encaminhar o tema para as comissões permanentes de Turismo e Saúde. Se necessário, vamos propor medida legislativa junto ao Executivo com os subsídios retirados dessa reunião”, comprometeu-se.

Mais de um ano de restrições

Segundo o presidente da ACIFI, Faisal Ismail, os empresários sofrem há mais de um ano com os reflexos da pandemia. “São empréstimos que geram endividamento, restrições e lockdown que estão matando as empresas e os empregos. Queremos trabalhar e gerar emprego”, pontuou.

Além da reunião com os vereadores, o movimento seguirá com outras ações, garantiu o empresário Luiz Carlos Pompermaier. “É para lutar pelo nosso trabalho e pelas empresas abertas. O poder público precisa entender que bares e restaurantes são atividade essencial, pois a cidade é turística”, declarou.

Presenças

Também participaram da reunião os vereadores Cabo Cassol (Podemos), Edivaldo Alcântara (PTB), João Morales (DEM) e Karl Stoeckl (PSD), além do presidente do Codefoz (Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de Foz do Iguaçu) e do Visit Iguassu, Felipe González, e do presidente do Conselho Superior da ACIFI, Walter Venson.

8 visualizações0 comentário
Azul.png
Logo_Rádio_Mundial.png