• REDAÇÃO GM Brasil Notícias

Empreendedores informais e MEIs de Foz do Iguaçu poderão obter até R$ 5 mil em crédito


Valor depende do tempo de atividade; juro será de 0,36% ao mês com 24 meses para o pagamento


A partir de segunda-feira, 15, o Banco do Empreendedor de Foz do Iguaçu inicia a liberação de créditos de R$ 1,5 mil a R$ 5 mil para empreendedores informais e microempreendedores individuais, com o objetivo de acelerar a retomada econômica da cidade.


A liberação de recursos é feita por meio de parcerias entre a Fomento Paraná, o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), a Secretaria de Estado da Fazenda, e a Prefeitura de Foz do Iguaçu, por meio do Banco do Empreendedor. A quantia ofertada depende do tempo de atividade dos empreendedores, com juros subsidiados de 0,36% ao mês.


Aqueles que exercem atividades informal antes de 31 de dezembro de 2020 poderão ter acesso a R$ 1.500; empresas com menos de 1 ano até 31 de dezembro a R$ 3 mil; e R$ 5 mil para empresas que tenham mais de um ano a partir desta mesma data. O prazo de carência é de 12 meses e 24 meses para o pagamento.


Para atender esses empreendedores, foram disponibilizados R$ 10 milhões, por meio da Linha Paraná Recupera. Segundo o coordenador do Banco do Empreendedor, Volnei Lampert, a linha de crédito será direcionada aos empreendedores informais e os MEIs que não conseguiram acesso ao Foz Juro Zero no ano passado.


Ele salienta ainda que, quem já foi beneficiado pela linha em 2020, não poderá adquirir novo crédito. “O objetivo é atender aquele pequeno empreendedor que na época teve por algum motivo o seu crédito negado”.


Lampert lembra que os empreendedores deverão estar com a situação cadastral em dia (certidões negativas e Cadastro de Inadimplentes do Estado do Paraná - CADIN).


“A disponibilização destes novos recursos por parte do Banco do Empreendedor, bem como a formalização da suspensão de pagamentos dos atuais contratos firmados no ano passado, é somada a outras ações da Prefeitura no enfrentamento à pandemia. A intenção é ofertar crédito para a manutenção de empregos e aumentar a circulação de renda na nossa cidade”, destacou o secretário municipal de Desenvolvimento Comercial, Industrial e Agropecuário, João Pereira dos Santos.


*Suspensão de cobranças*


As empresas que obtiveram crédito pelo Foz Juro Zero em 2020 e que tenham parcelas vencidas ou para vencer em março e abril poderão requisitar a suspensão por dois meses da cobrança. As demais empresas também podem ter direito a refinanciamentos, desde que tenham no mínimo 10% do contrato pago.


*Turismo*


O setor de turismo também terá acesso a crédito, a partir de recursos do Fungetur, do Ministério do Turismo, e da Fomento Paraná, conforme anunciado pelo prefeito Chico Brasileiro em 2020. Ao todo, serão R$ 120 milhões em crédito para o fortalecimento do setor.

Os atendimentos serão feitos na sede do Banco do Empreendedor, localizado na Avenida Brasil, 1388, no centro da cidade, das 8h às 14 h.

Segundo Luciano José de Castilha, diretor de Empreendedorismo e Desenvolvimento Sócio-Econômico, caso haja uma grande procura poderão ser ampliados os locais de atendimento.


Maiores informações podem ser obtidas pelo Whatsapp 99985-0006 ou pelo e-mail bancodoempreendedor@pmfi.pr.gov.br.


É importante que, antes de solicitar o financiamento, o interessado faça a consulta antecipada de seu CPF, a fim de evitar aglomerações.


O site para consulta é:

http://www.cadin.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=7


Link: https://www5.pmfi.pr.gov.br/noticia-47571

17 visualizações0 comentário
Logo_Rádio_Mundial.png