• REDAÇÃO GM Brasil Notícias

Em julho, Itaipu adere ao movimento da Síndrome do X Frágil e à campanha Coração Azul


Pontos da usina serão iluminados de azul durante duas semanas consecutivas para marcar conscientização sobre afecção genética e também sobre o tráfico de pessoas._


Durante duas semanas consecutivas, de 19 a 30 de julho, a fachada do Centro de Recepção de Visitantes, na entrada da Itaipu Binacional, e as calotas do Parque da Piracema, dentro da usina, ganharão tons de azul para marcar a conscientização sobre a Síndrome do X Frágil e o tráfico de pessoas.


“A adesão às duas campanhas faz parte das iniciativas de responsabilidade social da empresa em relação a temas importantes que precisam ser debatidos pela nossa sociedade de forma bastante sensível e assertiva”, diz o diretor-geral brasileiro da Itaipu, general João Francisco Ferreira.


Na primeira semana, de 19 a 25 de julho, o azul na Itaipu é para chamar a atenção sobre a Síndrome do X Frágil, lembrado em 22 de julho. Essa condição afeta o desenvolvimento intelectual, o comportamento e provoca atrasos na fala.


No Brasil, a iniciativa é do Instituto Buko Kaesemodel, única instituição brasileira a participar da ação, junto com a Global Initiave of Fraxa Reasearch Foundation.


A síndrome do X Frágil é causada por uma mutação em um gene (FMR1) que inibe ou reduz a produção de uma proteína (FMRP) essencial para o desenvolvimento do sistema nervoso e de várias funções cerebrais. Os sintomas podem ser tratados e a sua transmissão pode ser evitada.


O Buko Kaesemodel, localizado em Curitiba, é uma entidade sem fins lucrativos, responsável pelo Programa Eu Digo X, de pesquisa, diagnóstico, orientação e mapeamento a respeito da síndrome.


*Coração Azul*


Já de 26 a 30 de julho, o azul na Itaipu fará referência à Semana Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas. Oficialmente, o dia 30 de julho é instituído pela Assembleia Geral das Organizações Unidas (ONU) para lembrar a data.


A mobilização é feita mundialmente e no Brasil tem a parceria do Ministério da Justiça e Segurança Pública, da Secretaria Nacional da Justiça e Cidadania, do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes. No Paraná, a coordenação da campanha é de responsabilidade da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho.

A Campanha Coração Azul tem como meta dar visibilidade, alertar sobre o problema e também mobilizar a sociedade contra o tráfico de pessoas.


Normalmente, a Itaipu adere a campanhas temáticas e ilumina a própria barragem e outros pontos turísticos da usina na divulgação desses movimentos. Em função da pandemia, no entanto, a iluminação da barragem (um dos principais atrativos turísticos da usina) está temporariamente suspensa.


A Itaipu é apoiadora, por exemplo, do Outubro Rosa (câncer de mama), do Novembro Azul (câncer de próstata) e do Setembro Amarelo (de alerta ao suicídio), entre outras campanhas.

1 visualização0 comentário
Azul.png
Logo_Rádio_Mundial.png