• REDAÇÃO GM Brasil Notícias

Eficiência na alocação de recursos é prioridade do Ministério da Saúde, afirma Queiroga


Durante entrevista ao Terça Livre nessa quarta-feira (18), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, explicou que a prioridade do Ministério da Saúde é alocar os recursos da pasta com eficiência.


“Universal, integral, igualitário e gratuito, essa é a filosofia do Sistema Único de Saúde. O que nós precisamos é de eficiência na prestação de serviço e nós precisamos buscar indicadores para medir essa eficiência e a remuneração sendo maior para quem tem mais eficiência. Então, a eficiência na alocação de recursos é a nossa prioridade”, explicou Queiroga.


O ministro também comentou sobre a questão das emendas parlamentares. Em geral, os recursos chegam até o destino, no entanto, não suprem com eficiência a demanda daquela localidade.


“A alocação deve ser feita de acordo com as prioridades de cada estado, região e município. […] Os parlamentares alocam emendas no orçamento, emendas individuais, emendas de bancada, emendas de relator… para você ter ideia, hoje o Ministro, para despesas discricionárias não tem um centavo, todos os recursos que chegam ao ministério são para emendas e tem de ser cumpridas, ou seja, a nossa capacidade de executar a política publica é limitada. Então, às vezes um deputado X coloca recursos para adquirir um equipamento de radioterapia, e onde ele colocou não necessita. Ele faz com a melhor das intenções, mas na prática vai resultar numa política púbica ineficaz”, completou.

1 visualização0 comentário
Logo_Rádio_Mundial.png