• REDAÇÃO GM Brasil Notícias

Eduardo Bolsonaro critica ‘Ditadura do Judiciário’


O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) criticou o que classifica como “Ditadura do Judiciário” nessa terça-feira (17) durante audiência que sabatinou o ministro da Defesa na Câmara. A reunião foi marcada para ouvir Walter Braga Netto sobre a nota oficial assinada por ele e pelos comandantes das forças militares.


O parlamentar lembrou, durante sua fala aos presentes na audiência, que vários dos que se dizem contra a ditadura militar apoiam a perseguição que acontece contra jornalistas, políticos, veículos de impressa, artistas e pessoas ligadas à direita.


A nota do Ministério da Defesa foi publicada no mês de julho em repúdio às falas do senador Omar Aziz (PSD-AM). O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia fez acusações contra as Forças Armadas.


“Essa narrativa, afastada dos fatos, atinge as Forças Armadas de forma vil e leviana, tratando-se de uma acusação grave, infundada e, sobretudo, irresponsável”, dizia a nota.


O jornalista Allan dos Santos destacou no Boletim da Noite dessa terça-feira (17) que já houve uma ruptura institucional no Brasil. Ele também destacou que as pessoas que acompanham o Terça Livre e outros portais coma mesma linha editorial estão bem informadas quanto à realidade e os perigos na política local e internacional.


“Não acontecerá uma ruptura institucional, essa ruptura institucional já aconteceu. Nós estamos vendo um deputado perguntado a um general como, na Constituição, nós solucionamos um problema desse. […] Vocês sabem quem é George Soros, vocês sabem qual o perigo do Partido Comunista Chinês, vocês sabem qual o perigo do Foro de São Paulo, vocês sabem o perigo do comunismo, do marxismo, do socialismo.”, frisou.

2 visualizações0 comentário
Logo_Rádio_Mundial.png