• REDAÇÃO GM Brasil Notícias

Coreias do Sul e do Norte restabelecem comunicação


Após permanecer mais de um ano fechada devido à pandemia e com grave crise no setor agrícola, a Coreia do Norte resolveu voltar a fazer comércio com sua vizinha, a Coreia do Sul. Os governos de ambos os países anunciaram na última terça-feira (27) a retomada da comunicação.


Ainda no primeiro semestre de 2020, a ditadura norte-coreana anunciou, de forma unilateral, o rompimento do comércio com a Coreia do Sul, alegando mobilização de ativistas sul-coreanos contra o regime comandado pelo ditador Kim Jong-un.


Conforme noticiou a Revista Oeste, desde abril deste ano, no entanto, o ditador norte-coreano voltou a falar com o presidente do país vizinho, Moon Jae-in, para uma possível retomada da comunicação oficial entre os dois países.


A agência oficial de notícias da Coreia do Norte divulgou que a retomada da “linha direta” entre os dois países trará “efeitos positivos sobre a melhora e o desenvolvimento das relações entre o Norte e o Sul”.


Segundo a BBC, no mês passado, Kim Jong-un reconheceu oficialmente que a Coreia do Norte enfrenta escassez de alimentos. Em um encontro de líderes do seu partido, o ditador informou que a situação alimentar do país norte-coreano estava ficando tensa. O próprio Kim Jong-un foi alvo de comentários após aparentar estar mais magro.


O jornalista Max Cardoso, durante o Boletim da Manhã de quarta-feira (28), apontou um possível interesse do país comunista em retomar o diálogo com a Coreia do Sul.


“Acredito que isso tem muito a ver com o que eles sentiram, que a coisa está ficando complicada para o lado deles e eles irão precisar de ajuda de algum país”, disse o jornalista.

1 visualização0 comentário
Logo_Rádio_Mundial.png