• REDAÇÃO GM Brasil Notícias

Codefoz recebe projeto de transformação da Avenida Brasil


Demanda de empresários, com apoio de instituições públicas e privadas, proposta prevê uma área de vivência, turismo e compras a céu aberto.


O planejamento estratégico para transformar a Avenida Brasil em um centro comercial mais atrativo, turístico e referência nacional em tecnologias foi apresentado durante reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (Codefoz). A revitalização da via comercial foi detalhada à coordenação estratégica do Programa Acelera Foz.

A proposta exposta pelo Núcleo Avenida Brasil, da Associação Comercial e Empresarial (ACIFI), é uma demanda de empresários iguaçuenses para criar uma área de vivência, compras e turismo a céu aberto. A iniciativa ganhou amplitude com a participação de instituições como o Sebrae, Centro Universitário UDC, prefeitura, Câmara de Vereadores, Parque Tecnológico Itaipu (PTI) e Conselho Municipal de Turismo (Comtur).

Conforme o presidente do Codefoz, Felipe Gonzalez, o projeto agora está sendo analisado para ser incorporado às ações prioritárias do Programa Acelera Foz. Vereadores presentes à reunião de apresentação da proposta disseram que a Câmara Municipal está à disposição para contribuir por meio de adequação da legislação.

“Iniciativas conjuntas como essa melhoram a qualidade de vida para o morador iguaçuense e tornam a nossa cidade ainda melhor para os visitantes, fomentando o turismo”, analisou Felipe. “Certamente é um projeto que conta com nosso apoio”, completou.

Para nortear essa transformação, foram realizados levantamentos de dados e recolhidas sugestões de empresários e da população em geral. Também foram promovidas oficinas para o planejamento estratégico, identificando necessidades e prioridades, assim como a análise de cases de sucesso.

Integrante do Núcleo Avenida Brasil, Simone Zolet lembra que a ideia começou com poucos empresários e hoje soma mais de 120 empreendedores. “O que nos move é um propósito de valor, que é transformar a avenida resgatando a memória, fazendo a nossa parte para melhorar a cidade como um todo”, sublinhou.

Ao detalhar a proposta, o consultor do Sebrae Marcelo Padilha ressaltou o princípio colaborativo que a envolve. “Consideramos três premissas principais para realizar esse projeto: participação ativa dos empresários, comprometimento dos parceiros e tomada de decisões envolvendo obrigatoriamente o Núcleo Avenida Brasil”, frisou.

Presidente da ACIFI, Faisal Ismail afirmou que a união para a revitalização da Avenida Brasil incentivou empreendedores a somar forças para melhorar outras áreas da cidade. “Já estamos dando apoio a empresários da Vila Portes, da Avenida General Meira e da Vila Yolanda que estão juntos para replicar essa ideia de transformação urbana”, relatou.

Melhorias para moradores e visitantes

Professora do Centro Universitário UDC, Elisiana Kleinschmitt explicou, na reunião do Codefoz, o diagnóstico resultado das pesquisas com empresários da avenida e moradores. Segundo ela, mais de 700 pessoas responderam às consultas, permitindo traçar o perfil dos usuários e reunir sugestões.

Iluminação, segurança, lazer, jardinagem, comunicação visual, acessibilidade, bicicletário/patinete, cultura, memória e estacionamento foram as principais melhorias elencadas. “Com esse projeto de transformação não vamos apenas atingir a nossa cidade, já que vivemos em uma fronteira trinacional”, ponderou.

A proposta de transformação da Avenida Brasil é pautada por seis estratégias de atuação:

1) Infraestrutura (projeto arquitetônico/urbanístico referência nacional de avenidas comerciais e planejamento do espaço público).

2) Negócios empresariais (adequação e planejamento empresarial, capacitação de empresários, treinamento para funcionários e identidade da avenida em fachadas, vitrines, layouts e marcas).

3) Atratividade e tecnologia (Avenida Brasil Inteligente, rota gastronômica e posicionamento como ponto turístico).

4) Governança e lideranças (escritório de administração da Avenida Brasil e plano de ações transversais dos empresários).

5) Identidade de marca local (calendário de ações “Vem Pra Avenida Brasil”, marca da avenida e plano de comunicação).

6) Legislações (adequação completa da legislação para atender às necessidades da transformação; declaração da avenida como atrativo turístico e seus eventos no calendário oficial; e geração de energia).

Acelera Foz

Voltado à retomada econômica de Foz do Iguaçu, o programa tem a coordenação estratégica do Codefoz, Itaipu Binacional, Parque Tecnológico Itaipu (PTI), Prefeitura de Foz do Iguaçu, Sebrae, Programa Oeste em Desenvolvimento (POD), ACIFI e Comtur.

(Codefoz)

3 visualizações0 comentário
Logo_Rádio_Mundial.png