• REDAÇÃO GM Brasil Notícias

Centro de Medicina Tropical completa quatro anos com destaque na agilidade dos resultados


Administrado pelo Hospital Ministro Costa Cavalcanti, no local são analisadas amostras de doenças epidemiológicas. Em 2020, CMT também passou a analisar testes para COVID-19._


Quando pensado, o Centro de Medicina Tropical (CMT) do Hospital Ministro Costa Cavalcanti (HMCC) possuía um único objetivo: dar agilidade a processos de análises laboratoriais epidemiológicas em Foz do Iguaçu e região trinacional. Quatro anos depois de inaugurado, o CMT cumpre seu papel com destaque e relevância no campo da pesquisa, além de, atualmente, ser referência em outros tipos de análises, graças a uma metodologia própria, parcerias importantes e equipe qualificada. Em 2021, o local passará por uma ampliação na sua estrutura física.


De início, o Centro de Medicina era um local para análises epidemiológicas, principalmente, de doenças causadas pelos chamados arbovírus, causadores de doenças como a dengue, zika vírus, chikungunya e febre amarela. “Nós tínhamos essa demanda na região trinacional e precisávamos resolver. Antes, as amostras precisavam ser enviadas para laboratórios distantes, que, por vezes, demoravam cerca de 30 dias para entregar os resultados”, comentou o responsável técnico do CMT, Robson Delai. “Por isso é tão importante essa nossa agilidade. É isso que buscamos desde o começo”, afirmou.


Mas atualmente, o laboratório é referência também na análise de outras amostras de vírus presentes em animais, alimentos e humanos, processos que já estão em execução e justificam a ampliação do CMT em 2021. A nova estrutura de laboratórios e salas permitirá diagnósticos microbiológicos e físico-químicos, resultados que auxiliarão serviços como o do Ministério da Agricultura e Secretaria de Saúde do Paraná e dos municípios da área de influência da Itaipu Binacional, e de agricultores e produtores rurais. “Este trabalho em que recebemos amostras de alimentos, por exemplo, é importante para a importação e exportação. São dados que contribuem para o desenvolvimento da região”, contou Robson.


Outro tipo de análises é em animais. Em parceria com clínicas veterinárias da cidade, o laboratório tem diagnosticado doenças como a leishmaniose, presente em animais, mas que também foi acometer humanos. “Toda essa nossa ampliação visa o atendimento da demanda da região Oeste do Paraná”, reforçou o responsável técnico.


O CMT ainda tem produzido diversos artigos científicos que contribuem na área de pesquisa e no HMCC. Segundo o diretor superintendente do centro hospitalar, Fernando Cossa, o laboratório caminha junto com o hospital. “Estamos aqui para cuidar e salvar vidas. Esta é a nossa missão, e o Centro de Medicina auxilia nisso. As respostas rápidas, as pesquisas com o apoio da comunidade, tudo isso é uma demanda da nossa instituição para que possamos, principalmente, tomar decisões assertivas e realizar o nosso trabalho”, lembrou.


*41 mil amostras de COVID-19*

Com a pandemia do novo coronavírus, o SARS-COV-2, decretada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), o Centro de Medicina Tropical passou a ter um papel ainda mais importante para o HMCC e também toda a 9ª Regional de Saúde do Paraná. Em março de 2020, o CMT foi o primeiro laboratório do interior do estado a ser autorizado pelo Laboratório Central (LACEN/PR) para realizar diagnósticos dos testes para COVID-19. Desde então, mais de 41 mil amostras já foram analisadas.


“Mais uma vez o trabalho ágil se mostrou necessário. Os exames antes demoravam, em alguns casos, cerca de uma semana para ficarem prontos, no Centro temos resultados em até três horas para casos graves do HMCC”, salientou Robson. O trabalho só pôde ser realizado devido o laboratório ter a estrutura necessária para atender processos epidemiológicos.


“Toda a estrutura montada em nosso hospital, todo o trabalho realizado pelas prefeituras atendidas, só foi possível porque, com o CMT, conseguimos ter respostas rápidas e assim prever ações e saber como cuidar dos nossos pacientes”, contou o diretor superintendente.

1 visualização0 comentário
Logo_Rádio_Mundial.png