• REDAÇÃO GM Brasil Notícias

Aulas presenciais nas escolas particulares serão retomadas na segunda (15), com restrições


Retorno será permitido com 30% da capacidade para educação infantil e anos iniciais do ensino fundamental


A Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu autorizou o retorno das aulas presenciais curriculares na rede particular de ensino para as etapas da educação infantil 4 e 5 e 1º ao 5º ano do ensino fundamental na segunda-feira, dia 15 de março, com a adoção dos protocolos sanitários para evitar a disseminação do coronavírus. A medida foi anunciada em uma live transmitida pelas redes sociais nesta quinta-feira, 11.


As aulas presenciais nas redes municipal e estadual de ensino não serão retomadas no momento. A previsão é que o retorno aconteça no dia 29 de março, a depender do cenário epidemiológico no município.


A secretária municipal de Educação, Maria Justina da Silva, explicou que a decisão foi tomada a partir de pareceres da Vigilância Sanitária e do Comitê de Crise para o Enfrentamento à Covid-19.

“Pensando em etapas que fazem a diferença e que é mais difícil trabalhar com atividades on-line, poderão retornar as escolas da rede privada, da etapa infantil 4º e 5º e 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, que são as etapas de alfabetização”, explicou Justina.


As instituições de ensino privadas só poderão voltar às atividades com 30% da capacidade de alunos por sala, ofertando também as atividades pela internet para as famílias que optarem pelo ensino remoto.


As escolas deverão cumprir os protocolos de segurança, com o distanciamento social, higienização das mãos e atividades escalonadas. O uso de máscara é obrigatório, assim como a medição de temperatura dos alunos. A família também deve se comprometer a avisar a escola caso a criança apresente algum sintoma da Covid-19.


Do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, Ensino Médio e universidades deverão permanecer com atividades remotas.


*Rede municipal e estadual*


A previsão é que as aulas presenciais sejam retomadas nas redes municipal e estadual no dia 29 de março. “Temos duas semanas para fazer o acompanhamento desse cenário. Há necessidade de continuarmos nos cuidando, porque isso vai fazer a diferença para o retorno”, afirmou a secretária de Educação. Ela destacou que a rede municipal segue com atividades remotas, que foram entregues nos dias 9 e 10 e deverão ser feitas pelos alunos nos próximos 15 dias, com acompanhamento.


O prefeito Chico Brasileiro comentou que neste momento da pandemia, vivenciado não só por Foz do Iguaçu como em todo o Estado, é necessário evitar os encontros e aglomerações de pessoas. Esta semana a cidade registrou o maior número de óbitos pela doença (12) e a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Municipal segue com ocupação em 100% há mais de três semanas, utilizando recursos extras para garantir atendimento aos pacientes graves.


“Não faltarão esforços. Temos médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, técnicos, auxiliares, zeladores, dia e noite cuidando de vidas. Precisamos colaborar com eles, inclusive. É importante que cada um se cuide, que tenha esse senso de responsabilidade coletiva, para que possamos ter uma vitória em breve”, afirmou Chico Brasileiro.


*Alerta médico*


Durante a live, o diretor técnico do Hospital Municipal, Fábio Marques, a infectologista do Hospital Municipal, Conceição Brasil, e o médico Alessandro Machado, que atua na UTI da instituição reforçaram o alerta sobre a situação da doença em Foz. Eles falaram sobre os casos graves que têm chegado ao hospital por falta da procura de atendimento médico logo nos primeiros sintomas da doença. Também destacaram que o perfil dos pacientes graves mudou - no início da pandemia, as vítimas eram principalmente idosos, atualmente muitos jovens estão internados e necessitam de intubação.


Link: https://www5.pmfi.pr.gov.br/noticia-47563

10 visualizações0 comentário
Logo_Rádio_Mundial.png