• REDAÇÃO GM Brasil Notícias

Athletico vence o Flamengo, que vê Inter abrir distância na liderança


A partida na Arena da Baixada, entre Athletico e Flamengo, não foi aquela de encher os olhos dos torcedores. Foram raras as chances de gol e, portanto, o Furacão, que errou menos ao logo dos 90 minutos, conseguiu vencer por 2 a 1. Os gols foram marcados por Abner e Renato Kayser em lances parecidos, de velocidade pelos lados, nos quais a marcação rubro-negra esteve desajustada.


O resultado levou o time de Paulo Autuori aos 42 pontos, entrando na zona de classificação para a Copa Sul-Americana. A equipe de Rogério Ceni, por sua vez, segue com 55 pontos, e agora está mais distante da liderança: o Internacional venceu por 2 a 1 o Grêmio, neste domingo,e aumentou a diferença para cinco.


FURACÃO SAI NA FRENTE, MAS FLA VAI BEM NA BOLA ÁEREA Com Arão como zagueiro mais uma vez e Vitinho no lugar de Bruno Henrique, o Flamengo teve a posse de bola no início do jogo - como é sua característica -, mas foi o Athletico quem criou as melhores chances. Nikão, sempre perigoso pela direita, levou o Furacão ao ataque. O gol de Abner, aos 24, foi a quarta oportunidade de gol criada. Antes, Hugo Souza já havia feito duas vezes, mas quando o lateral, sozinho na área, chutou forte,, o camisa 45 nada pôde fazer. Minutos depois, o lance se repetiu, e o goleiro novamente foi bem na jogada. O Athletico aproveitava os espaços nas costas de Everton Ribeiro e Vitinho e, ao mesmo tempo, não permitia chances ao rival, fechando bem a entrada da área. Além dos dois citados, Isla e Gerson também fizeram um primeiro tempo ruim, com erros de passes simples. Já a capacidade técnica de Arrascaeta, ao cobrar falta na medida, e a cabeçada firme de Gustavo Henrique, fizeram o Flamengo ir para o intervalo com o 1 a 1 no placar - apesar do pouco volume ofensivo.

ATHLETICO APROVEITA ERROS E VENCE NA BAIXADA! Os problemas citados acima, tampouco os 26 passes errados na etapa inicial, não fizeram Rogério Ceni fazer mudanças no intervalo. O Athletico voltou da mesma forma e o cenário no início do segundo tempo foi de muita disputa no meio de campo e raras chances de gol. Até os 20 minutos, cada time finalizou uma vez - e em nenhuma delas levou perigo às metas de Hugo Souza e Santos. Se Paulo Autuori renovou o fôlego do ataque com a entrada de Vitinho, Ceni, logo depois, colocou Pepê e Pedro nos lugares de Everton Ribeiro e Gabigol. Minutos depois, contudo, sacou Arrascaeta e mandou Rodrigo Muniz ao jogo, enquanto o treinador do Furacão fez outras três alterações no meio de campo. Os lances de maior emoção eram, por ora, um chute da intermediária de Christian, defendido por Hugo, e uma finalização de Arrascaeta, que não contou por conta do impedimento de Isla no lance. Até os 35, quando o Athletico voltou a avançar pela direita e Renato Kayzer, de novo na área, finalizou sem chances para o goleiro do Flamengo. Um lance muito similar ao do primeiro gol do jogo, quando a marcação rubro-negra esteve desajustada.

FICHA TÉCNICA ATHLETICO 2X1 FLAMENGO Estádio: Arena da Baixada, em Curitiba (PR) Data-hora: 24 de janeiro de 2021, às 16h Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS) Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Jose Eduardo Calza(RS) Árbitro de vídeo: Daniel Nobre Bins (RS) Gols: Abner (1-0, 24'/1ºT), Gustavo Henrique (1-1, 33'/2ºT) e Renato Kayzer (2-1, 39'/2ºT) Cartão amarelo: Nikão e Jonathan (CAP) Cartão vermelho: Não houve.

ATHLETICO (Técnico: Paulo Autuori) Santos; Jonathan (Khellven, 35'/2ºT), Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Richard (Zé Ivaldo, 35'/2ºT); Nikão, Christian (Alvarado, 31'/2ºT), Fernando Canesin ((Jadson, 31'/2ºT)) e Carlos Eduardo (Vitinho, 18'/2ºT); Renato Kayzer FLAMENGO (Técnico: Rogério Ceni) Hugo; Isla (Matheuzinho, 40'/2ºT), Willian Arão, Gustavo Henrique e Filipe Luís; Diego e Gerson; Éverton Ribeiro (Pepê, 26'/2ºT), Arrascaeta (Rodrigo Muniz, 34'/2ºT) e Vitinho (Michael, 41'/2ºT); Gabigol (Pedro, 26'/2ºT)


5 visualizações0 comentário
Azul.png
Logo_Rádio_Mundial.png