• REDAÇÃO GM Brasil Notícias

Argentinos vão encontrar Foz do Iguaçu com 93% vacinada


Avanço da imunização na região de fronteira do Brasil será um dos argumentos do governador de Misiones, Oscar Ahuad, pela reabertura da Ponte da Fraternidade


Os argentinos que cruzarem a Ponte da Fraternidade vão encontrar Foz do Iguaçu com mais de 93% da população vacinada. Esse será mais argumento do governador de Misiones, Oscar Ahuad, ao presidente argentino, Alberto Fernández, na visita que fará neste sábado, 14, a Puerto Iguazu. Oscar Ahuad pretende fazer da travessia entre as duas cidades um projeto-piloto para a reabertura da fronteira argentina.


As autoridades argentinas fecharam a ponte entre os dois países em março de 2020. Desde então, o comércio da cidade, que tem como sua principal atividade econômica, o turismo, compra e gastronomia vem agonizando. Dos 2,5 mil estabelecimentos, pelo menos 50% fecharam suas portas. Antes da pandemia, a cidade de 105 mil moradores recebeu 1,5 milhão visitantes nas Cataratas do Iguaçu no lado argentino.


Nos três lados da fronteira, a vacinação avançou. Puerto Iguazú anunciou que começou a vacinar os adolescentes mórbidos de 12 a 17 anos e Foz do Iguaçu já abriu a vacinação para os 18 anos. Em Ciudad del Este, no Paraguai, a faixa etária para receber as vacinas está na casa dos 20 anos.


*Foz preparada*


"Já estamos preparados tanto do ponto de vista sanitário, com avanço da vacinação, como na parte da estrutura dos atrativos, hotéis, restaurantes. Todos preparados para receber bem os visitantes que venham a Foz do Iguaçu', disse o prefeito Chico Brasileiro.


A secretária municipal de Saúde, Rosa Jeronymo, espera completar a vacinação para a população adulta até o final de agosto e continuar avançando com a aplicação da segunda dose da vacina nas próximas semanas. "As remessas estão sendo enviadas pelo Ministério da Saúde em uma frequência mais constantes. Vamos avançar na vacinação com a segunda dose na próxima semana", apontou.


O governador argentino afirma que o Brasil possui um sistema de saúde forte, de alta complexidade, assim como Puerto Iguazú, o que não resultaria na troca de pacientes em uma possível reabertura.


"Esperamos a decisão do governo argentino, mas somos o primeiro destino turístico na região de fronteira que vai alcançar 93% da população adulta vacinada. Todos os atrativos, hotéis e restaurantes da cidade estão cumprindo com todos os protocolos de segurança. A reabertura da ponte vai atender tanto os brasileiros como os argentinos", disse Paulo Angeli, secretário municipal de Turismo, Projetos Estratégicos e Inovação.


Link: https://www5.pmfi.pr.gov.br/noticia-48481

32 visualizações0 comentário
Logo_Rádio_Mundial.png