• REDAÇÃO GM Brasil Notícias

Acordo entre Prefeitura e Unila adianta hospital-escola no Padre Germano Lauck


Residentes de medicina da Unila vão atuar no programa saúde da família e nas UBS, sob a supervisão do Hospital Municipal_


Um acordo de cooperação técnica assinado pelo prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro, e pelo reitor da Universidade da Integração Latino-Americana (Unila), Gleisson Alisson Pereira de Brito, pode ser considerado o primeiro passo para tornar o Hospital Municipal Padre Germano Lauck em hospital-escola do curso de medicina da universidade.


Publicado no Diário Oficial da União na quinta-feira, 11, o acordo prevê "a integração efetiva das atividades didático-pedagógicas, através da unificação do espaço físico e das atividades administrativas e operacionais do Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família - Unila e da Residência Médica, vinculada à Secretaria Municipal de Saúde".


O documento de 13 páginas com 17 cláusulas diz ainda que "os residentes (estudantes de medicina) desenvolverão atividades práticas supervisionadas pelos preceptores dos serviços de especialidades gerais do Hospital Municipal Padre Germano Lauck e dos serviços de tecnologias assistenciais e gerenciais, com vistas ao apoio e à consolidação da saúde da família na rede municipal de saúde e nas unidades básicas de saúde", diz o parágrafo 1º da cláusula 1ª.


"A Unila é uma das principais parceiras no combate ao coronavírus desde o início da pandemia, em março de 2020. Esse acordo fortalece a relação entre município e a universidade em área estratégica como a saúde da família", destacou o prefeito Chico Brasileiro.


*Condições*


O acordo não deixa explícita a "transformação" do Germano Lauck em hospital universitário. Contudo, o resultado positivo (a validade é de cinco anos) da parceria cria as condições para, em um curto prazo, a unidade de saúde cumprir com essa função. Em 2020, o Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais destinou R$ 239,6 milhões aos hospitais dessa categoria.


Outra alternativa ao Germano Lauck é alçá-lo à condição de hospital regional do extremo oeste, já que é referência e atende as cidades de Santa Terezinha de Iguaçu, São Miguel do Iguaçu, Medianeira, Matelândia, Missal, Ramilândia, Itaipulândia e Serranópolis de Iguaçu - abrangidas pela 9ª Regional da Saúde, com uma população de 405 mil moradores, além de turistas e pacientes do Paraguai e Argentina.


"O Hospital Municipal Padre Germano Lauck já é uma referência no atendimento pelo Sistema Único de Saúde, mas precisamos implantar alta complexidade de vários serviços do SUS", diz Brasileiro. No caso da regionalidade, os custos do hospital serão bancados integralmente pelo Estado.


*Atuação no SUS*


A secretária municipal de Saúde, Rosa Jeronymo, disse que a Unila já tem um papel fundamental na medicina pública de Foz do Iguaçu, formando médicos e profissionais qualificados e comprometidos com o SUS. "Um bom exemplo é a seleção para médicos residentes feita em janeiro. A Comissão de Residência Médica divulgou o resultado final da seleção e constatou que boa parte das vagas disponíveis para os residentes foi preenchida por estudantes da Unila", disse.


"Teremos mais profissionais atuando e, com isso, aumentam a qualidade e melhoria nos atendimentos à população. O município e a universidade já têm realizado um trabalho integrado de grandes resultados. Esse acordo será um marco na saúde pública de Foz", completou.


O curso de medicina, implantado na Unila em agosto de 2014, já formou duas turmas. Os primeiros médicos se formaram em junho de 2020, antes do previsto, com base em medida provisória que permite antecipar a formatura, para atuação no combate à covid-19. As aulas são em período Integral, com duração de 12 semestres (seis anos).


Link: https://www5.pmfi.pr.gov.br/noticia-47418

5 visualizações0 comentário
Azul.png
Logo_Rádio_Mundial.png